Assessoria de Imprensa para Agronegócio e o retorno do investimento


money-1604921_960_720por Rodrigo Capella*

Você acaba de receber uma ligação do presidente da empresa. Ele sinaliza que quer uma avaliação criteriosa do trabalho realizado pela assessoria de imprensa nos últimos três meses. Rapidamente, você faz uma análise e constata que um grande volume de matérias foi publicado.

Na sequência, compila todas as informações em um único relatório e destaca que a empresa obteve mais de cem matérias no período. Pronto! Você está preparado para a reunião.

Em poucos minutos de conversa com o presidente, a fala dele o surpreende: “Vejo que temos diversas matérias publicadas. No entanto, não consigo enxergar relevância no trabalho. Quais dessas mídias são realmente importantes para o nosso negócio? Por que estas mídias foram escolhidas pela assessoria de imprensa? Por que não temos espaço nas grandes mídias? ”.

Em busca das respostas, você se recorda que a assessoria de imprensa nunca sinalizou quais eram as mídias mais importantes. Ou seja, o erro estava no início do trabalho.

Para que uma empresa tenha resultado expressivo nas mídias, é importante que a assessoria de imprensa faça, logo no primeiro mês de trabalho, um amplo mapeamento dos veículos, classificando-os por importância, de acordo com os temas a serem trabalhados, as regiões estratégicas e o público a ser atingido.

Periodicamente, é necessário também que a assessoria de imprensa faça pesquisas junto aos jornalistas para verificar se o conteúdo que está sendo divulgado é adequado para os leitores das publicações.

Perguntas como “Além de dia de campo e lançamento de produtos, quais outros temas são interessantes?” e “Durante os eventos, você tem o costume de visitar estandes e de conversar com executivos de empresas ou prefere trabalhar na sala de imprensa?” precisam ser feitas.

Além de fazer um amplo levantamento dos veículos e de realizar pesquisas junto aos jornalistas, é importante também que a assessoria de imprensa apresente para o cliente qual foi o retorno obtido com as notícias publicadas, ou seja, qual foi o ROI.

Este índice precisa contemplar o impacto, alcance e repercussão da notícia, contribuindo diretamente para que o cliente faça, mês a mês, uma ampla avaliação do trabalho realizado, corrigindo as rotas quando houver necessidade.

Ao adotar essa metodologia, a assessoria de imprensa contribuirá para que o cliente enxergue real valor no trabalho desenvolvido, evitando, assim, que a conversa entre o profissional de marketing e o presidente descrita neste artigo se torne frequente.

(*) Rodrigo Capella é Diretor da Ação Estratégica, empresa com ampla experiência em assessoria de imprensa para agronegócio. E-mail:capella@acaoestrategica.com.br

Anúncios

Sobre Rodrigo Capella

Diretor Geral da Ação Estratégica, Assessor de Imprensa e Estudioso da Comunicação Digital, Rodrigo Capella já ministrou, desde 2008, mais de 350 palestras e cursos em eventos, associações, empresas e universidades, como Banco do Brasil, Novartis, Rotary Club, ESPM, FMU, Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará, Congresso Internacional para Líderes da Comunicação, Social Media Vale do Paraíba e Seminário “Mídias Digitais e Transformação Social”, realizado em Aracaju pelo Governo de Sergipe. Além disso, o profissional foi professor de Comunicação Digital da pós-graduação da PUC-PR, da UNA-BH e da Universidade Anhembi Morumbi-SP. Capella é também autor de diversos livros, como “Assessor de Imprensa: fonte qualificada para uma boa notícia” e de “Rir ou Chorar”, biografia do cineasta Ricardo Pinto e Silva coordenada por Rubens Ewald Filho. E-mail: capella.rodrigo@gmail.com
Esse post foi publicado em artigo e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s