Marcello Chamusca, diretor do Portal RP-Bahia (Brasil)


Click here and read the post in English

“O Brasil possui uma área de pesquisa em relações públicas muito mais desenvolvida que a maioria dos demais países da América Latina e Caribe”.

A avaliação é de Marcello Chamusca, diretor do Portal RP-Bahia.

Ao blog PR Interview, Chamusca comentou também tecnologias móveis digitais e disse o que falta ao RP brasileiro.

Confira os principais trechos da entrevista:

PR Interview: Comparando o Brasil com outros países da América Latina, quais diferenças encontramos na área de comunicação e relações públicas?

Marcello Chamusca: No Brasil, qualquer profissional de mercado ou academia, em tese, precisa ser bacharel em relações públicas para exercer o oficio. Ou seja, para atuar no mercado como relações-públicas é preciso ter formação universitária na área. No resto da América Latina e Caribe só os professores precisam ter nível universitário, pois para atuar no mercado a formação está em nível técnico (compatível com o segundo grau no Brasil).

Marcello Chamusca, do Portal RP-Bahia

PR Interview: Em relação ao âmbito da pesquisa em relações públicas, o Brasil está à frente dos outros países?

Marcello Chamusca: O Brasil possui uma área de pesquisa em relações públicas muito mais desenvolvida que a maioria dos demais países da América Latina e Caribe. Além disso, a produção acadêmica do Brasil é muito superior aos demais.

PR Interview: Falando agora de tecnologias móveis digitais, as agências de RP do Brasil estão preparadas para utilizar esta tecnologia?

Marcello Chamusca: Não só as agências de RP, como a grande maioria das agências de comunicação e marketing brasileiras, estão muito pouco preparadas para atuar com qualidade nesta área. O campo das tecnologias móveis é, certamente, a área de maior destaque da atualidade e com maior perspectiva de crescimento nos próximos anos.

PR Interview: Os profissionais de RP têm o conhecimento necessário para atuar neste ambiente?

Marcello Chamusca: Na maioria das vezes a coisa funciona na base do feeling e, claro, na tentativa, erro e acerto.

PR Interview: Para finalizar, o que falta ao RP brasileiro?

Marcello Chamusca: Para mim, o que falta é nos livrarmos da obrigatoriedade do diploma para o exercício legal da profissão, para que pessoas competentes de outras áreas possam atuar e difundir a sua importância no âmbito organizacional, e também extinguirmos de uma vez o conselho de classe do país, para que o termo relações públicas pudessem se espalhar livremente pelas empresas. Com essas duas questões resolvidas, certamente, alcançaríamos o nível desejado de valorização no mercado e reconhecimento social da profissão no país.

Sobre Rodrigo Capella

Diretor da Pólvora PR, Assessor de Imprensa e Estudioso da Comunicação Digital, Rodrigo Capella já ministrou, desde 2008, mais de 350 palestras e cursos em eventos, associações, empresas e universidades, como Banco do Brasil, Novartis, Rotary Club, ESPM, FMU, Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará, Congresso Internacional para Líderes da Comunicação, Social Media Vale do Paraíba e Seminário “Mídias Digitais e Transformação Social”, realizado em Aracaju pelo Governo de Sergipe. Além disso, o profissional foi professor de Comunicação Digital da pós-graduação da PUC-PR, da UNA-BH e da Universidade Anhembi Morumbi-SP. Capella é também autor de diversos livros, como “Assessor de Imprensa: fonte qualificada para uma boa notícia” e de “Rir ou Chorar”, biografia do cineasta Ricardo Pinto e Silva coordenada por Rubens Ewald Filho. E-mail: capella.rodrigo@gmail.com
Esse post foi publicado em Entrevista e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Marcello Chamusca, diretor do Portal RP-Bahia (Brasil)

  1. Silmac, Jorge e Paulo, muito obrigado pela visita e pelos comentários.
    Abs, Rodrigo Capella.

  2. Olá a todos!
    Primeiramente, parabéns Marcello Chamusca pela entrevista e pela seriedade com que a deu.
    Infelizmente essa é uma verdade que acreditamos estar mudando no Brasil, aos poucos, mas está.
    O trabalho elaborado para Relações Públicas, seja ela atuando de forma interna em empresas ou de forma ampla como Redes Sociais por exemplo, é uma ação que necessita de muito tato e entendimento das ferramentas que hoje existem.
    A INFORMAÇÃO está aí, acessível para todos, porém não são todos que “traduzem” a informação de forma correta.
    Grande abraço e sucesso sempre para toda equipe PR Interview!

    Atenciosamente,
    Equipe Silmac Soluções Digitais

  3. Paulo Henrique Teixeira e Araújo disse:

    Bom saber que o nosso Brasil é vanguardista no âmbito da pesquisa e produção acadêmica em RP. Boa sorte, Marcelão Chamusca, no que concerne à árdua luta a ser encetada contra a exigência do diploma para o exercício dessa importante profissão, bem como também sorte boa na cruenta batalha pela extinção desse conselho de classe. Ótima entrevista, parabéns.

    ]

  4. jorgelima disse:

    Entrevista esclarecedora e otimista sobre nossa profissão. Confesso que não fiquei surpreso porque quem conhece o trabalho do amigo Marcelo sabe que ele é assim: um visionário rp. Um apaixonado pir comunicação e pessoas. Parabéns amigo e ao portal por ter o escolhido!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s