Marcio Cavalieri, diretor executivo da RMA (Brasil)


Click here and read the interview in English

Os profissionais que trabalham em agências de comunicação devem ter participação no lucro da agência? Marcio Cavalieri, diretor executivo da RMA, acredita que sim. Para ele,o lucro deve ser partilhado com todos, pois é fruto de um trabalho de equipe”.

Marcio Cavalieri, diretor executivo da RMA

Ao blog PR Interview, Cavalieri destacou também que não concorda com a revisão de metas semestrais. “Acredito que as metas devam ser anuais e medidas no todo, não em partes”.

Acompanhe a seguir os principais trechos desta entrevista:

PR Interview: Muitas empresas revisam as metas dos colaboradores de seis em seis meses (antes era de ano em ano). Você concorda com esta prática?

Marcio Cavalieri: Não concordo com a revisão de metas semestral. Acredito que as metas devam ser anuais e medidas no todo, nãoem partes. Por isso, é fundamental que o estabelecimento destas metas seja um consenso entre o subordinado e o superior imediato. Desta forma, as regras do jogo são claras desde o início.

PR Interview: Os clientes cobram resultados com cada vez mais rapidez. Na outra ponta, as agências têm muitos jovens que estão sendo treinados. Como atender aos clientes dentro deste cenário?

Marcio Cavalieri: O grande problema em nosso setor é “sócio-dependência”. Ou seja, a figura e atuação do sócio ainda é muito exigida no atendimento. Como se resolve isso? Na RMA, desde o início entendemos que a chave para a escalabilidade se baseia em três pilares: Capacitação, Metodologia e Controles. Desta forma, você consegue equacionar um pouco esta questão, além de clarear para o cliente os papéis e atuação de cada um.

PR Interview: Em sua opinião, qual deve ser a função dos estagiários? Estagiários devem atender contas?

Marcio Cavalieri: Acredito que os estagiários devam ter a oportunidade de conhecer todas as áreas de uma agência e isso implica em algum momento, no contato com o cliente. Porém, isso deve ser feito de forma planejada e gradativa. Na RMA, por exemplo, temos um programa formal de estagiários que contempla 12 meses de atividades de aprendizado e treinamento intensivo. Na última fase do programa, o estagiário tem algumas interações com o cliente, sempre com a supervisão do atendimento da conta. Por exemplo, em uma reunião de briefing, o estagiário participa como ouvinte e depois faz um debriefing com o superior imediato. É uma ótima forma de “medir”o nível de aprendizado.

PR Interview: Como reter e motivar os colaboradores?

Marcio Cavalieri: Um dos principais valores que temos é o excelente clima de trabalho. Acreditamos que um ambiente que proporcione liberdade, autonomia e agilidade na tomada de decisões estimule as pessoas no processo de criação e inovação. Por exemplo, hoje temos três comitês que são tocados pelos colaboradores. Um deles está organizando o projeto de comemoração dos dez anos da RMA. Outro é direcionado a discutir projetos digitais e um terceiro, de responsabilidade social, está coordenando uma campanha de doação de medula óssea no meio de comunicação e em uma semana já conseguiu mais de 100 doadores. Estas iniciativas são estimuladas pela empresa e o colaborador pode utilizar parte do seu tempo na empresa para tocar.
Além dos benefícios do setor, temos uma política de finders fee (remuneração por indicação de clientes ou projetos na base), programa de treinamentos e uma política de transparência onde qualquer colaborador pode sugerir ideias e melhorias ao negócio.

PR Interview: Para finalizar, os profissionais que trabalham em agências de comunicação devem ter participação no lucro da agência?

Marcio Cavalieri: Sim. Acreditamos que o lucro deve ser partilhado com todos, pois é fruto de um trabalho de equipe. Desde o atendimento que mantém o cliente até o administrativo financeiro que cuida da rotina operacional.

 

Bookmark and Share

NO PRÓXIMO POST:

Landis Communications

Entrevista com David Landis, da Landis Communications (Estados Unidos)

Sobre Rodrigo Capella

Diretor da Pólvora PR, Assessor de Imprensa e Estudioso da Comunicação Digital, Rodrigo Capella já ministrou, desde 2008, mais de 350 palestras e cursos em eventos, associações, empresas e universidades, como Banco do Brasil, Novartis, Rotary Club, ESPM, FMU, Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará, Congresso Internacional para Líderes da Comunicação, Social Media Vale do Paraíba e Seminário “Mídias Digitais e Transformação Social”, realizado em Aracaju pelo Governo de Sergipe. Além disso, o profissional foi professor de Comunicação Digital da pós-graduação da PUC-PR, da UNA-BH e da Universidade Anhembi Morumbi-SP. Capella é também autor de diversos livros, como “Assessor de Imprensa: fonte qualificada para uma boa notícia” e de “Rir ou Chorar”, biografia do cineasta Ricardo Pinto e Silva coordenada por Rubens Ewald Filho. E-mail: capella.rodrigo@gmail.com
Esse post foi publicado em Entrevista e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s