Luciana Vidigal, da Perspectiva Comunicação (Brasil)


Você já trabalhou na divulgação de shopping centers e de indústrias farmacêuticas?  Luciana Vidigal, sócia e diretora da Perspectiva Comunicação, explica ao PR Interview que divulgar estes dois segmentos exige estratégias diferenciadas.

“Não é porque existe uma barreira (leia esta matéria) que temos que desistir do percurso ou do destino final. Muitas vezes trabalhamos o assunto de interesse e o jornalista escreve quais são os medicamentos ou as soluções mais adequadas para melhorar ou reverter a situação em questão”, analisa a executiva.

Luciana, da Perspectiva

“De alguma forma, direta ou indireta, o produto ou o princípio ativo, fabricado por um determinado laboratório é citado como uma das soluções que existem no mercado. Enfim, temos que explorar um dom maior que temos que é a nossa criatividade”, acrescenta.

Acompanhe a seguir os principais trechos da entrevista:

PR Interview: O atendimento aos shopping centers requer uma atenção especial do assessor de imprensa?

Luciana Vidigal: O assessor de imprensa que trabalha com shoppings tem que ser extremamente dinâmico. Isso porque a rotina desse tipo de cliente é muito ativa. Temos as divulgações de trocas de estação do ano e suas  respectivas coleções, datas sazonais (Natal, Pais, Mães, Crianças, Namorados etc) e, nos poucos intervalos, entre tudo isso, o shopping ainda se reinventa, criando ações especiais para atrair seu público-alvo. Enfim, as pautas são inúmeras e bem diversificadas, o que exige um profissional “antenado” e com muito jogo de cintura.

PR Interview: Como mensurar os resultados neste segmento?

Luciana Vidigal: Todo negócio tem interesse em um resultado consistente. Esse resultado pode ser medido pelo aumento de exposição positiva de uma marca na mídia espontânea e pelo crescimento nas vendas da maioria das lojas que fazem parte deste shopping. Para se conquistar um excelente resultado é muito importante desenhar um planejamento completo, conduzir uma operação eficaz e definir os números que representam o sucesso do negócio. Feito isso, no final do trabalho é só medir os resultados conquistados e verificar se as metas foram alcançadas.

PR Interview: Para atuar neste setor, é realmente fundamental sempre acompanhar as principais tendências?

Luciana Vidigal: Para se ter sucesso na vida, é fundamental estar sempre atento às tendências. Ninguém quer ter como parceiro uma empresa ou fornecedor desatualizado e despreparado. Estar atualizado se tornou uma obrigação para sobreviver em um mercado global e que está em constante ebulição. O comportamento do ser humano e do mercado se alteram frequentemente e quem não acompanha essas mudanças pode se tornar antiquado e atrasado.

PR Interview: Falando de um outro mercado: o farmacêutico. Como divulgar um lançamento respeitando as regras impostas pelo setor?

Luciana Vidigal: Não é porque existe uma barreira que temos que desistir do percurso ou do destino final. Muitas vezes trabalhamos o assunto de interesse (por exemplo: a calvície) e o jornalista escreve quais são os medicamentos ou as soluções mais adequadas para melhorar ou reverter a situação em questão. De alguma forma, direta ou indireta, o produto ou o princípio ativo, fabricado por um determinado laboratório é citado como uma das soluções que existem no mercado. Enfim, temos que explorar um dom maior que temos que é a nossa criatividade na hora de criar um planejamento consistente para este setor.

PR Interview: Para finalizar, esses dois mercados (indústria farmacêutica e de shopping) exigem realmente uma especialização do assessor?

Luciana Vidigal: Sempre achei muito importante que o assessor de imprensa trabalhe com setores que ele se identifica, que tenha prazer e que tenha afinidade. Trabalhar na área que gosta facilita ainda mais a conquista de resultados consistentes.

Bookmark and Share

NO PRÓXIMO POST:

Entrevista com Bill Murray, presidente da PRSA (Estados Unidos)

Sobre Rodrigo Capella

Diretor da Pólvora PR, Assessor de Imprensa e Estudioso da Comunicação Digital, Rodrigo Capella já ministrou, desde 2008, mais de 350 palestras e cursos em eventos, associações, empresas e universidades, como Banco do Brasil, Novartis, Rotary Club, ESPM, FMU, Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará, Congresso Internacional para Líderes da Comunicação, Social Media Vale do Paraíba e Seminário “Mídias Digitais e Transformação Social”, realizado em Aracaju pelo Governo de Sergipe. Além disso, o profissional foi professor de Comunicação Digital da pós-graduação da PUC-PR, da UNA-BH e da Universidade Anhembi Morumbi-SP. Capella é também autor de diversos livros, como “Assessor de Imprensa: fonte qualificada para uma boa notícia” e de “Rir ou Chorar”, biografia do cineasta Ricardo Pinto e Silva coordenada por Rubens Ewald Filho. E-mail: capella.rodrigo@gmail.com
Esse post foi publicado em Entrevista e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s