Wallace Baldo, da Ketchum Digital


“Evitamos o preconceito contra redes como o Orkut, que ainda podem ser úteis em divulgações”.

A frase é de Wallace Baldo, gerente de comunicação da Ketchum Digital.

Confira a seguir os principais trechos da entrevista:

PR Interview: As marcas ainda buscam uma comunicação no Orkut?

Wallace Baldo: O Orkut se mantém como uma rede social importante para alguns públicos, por isso não deve ser desprezado. Recentemente, fizemos um planejamento de social media para um celular com três chips, que levou em conta a divulgação em comunidades do Orkut que seguem ativas. Se tem algo que o Facebook ainda não conseguiu superar o Orkut, é a discussão que acontece em diversas comunidades, que prestam grande serviço para os usuários. É claro que essa discussão está reduzida como um todo, mas segue bem relevante para alguns públicos e assuntos. Outro exemplo interessante veio de um de nossos clientes, que fabrica alimentos e tem foco na classe média alta. Ele nos revelou que fez recentemente uma campanha que usava banners em portais, divulgação no Orkut e no Facebook. Surpreso, ele disse que o Orkut deu o melhor resultado em termos de geração de tráfego.

Wallace Baldo, da Ketchum Digital

 PR Interview: Quais critérios vocês levam em conta na hora de escolher a mídia a ser trabalhada?

Wallace Baldo: Sempre buscamos as mídias sociais relevantes para o público-alvo, ou seja, procuramos evitar modismos, como no caso clássico do Second Life, que mobilizou a mídia e inúmeras marcas que não tinham ideia do que fazer lá. Da mesma forma, evitamos o preconceito contra redes como o Orkut, que ainda podem ser úteis em divulgações. Desde nosso projeto-piloto, ficou claro que a mesma segmentação usada para falar com jornalistas poderia e deveria ser adotada nas mídias sociais, em uma escala ainda maior. Foi quando fizemos o convite para um evento voltado apenas para o público de design, tecnologia e arquitetura. Na época, identificamos e trabalhamos com um universo de 94 mil pessoas conectadas. No evento, eram esperados 300 convidados e levamos 350.

PR Interview: Qual outro case você pode citar?

Wallace Baldo: Também gosto de dar um exemplo de uma divulgação que fizemos para uma marca de pilhas, que estava lançando três produtos: uma pilha recarregável, outra para câmeras digitais e a terceira para brinquedos e eletrônicos. Fizemos mailings e textos específicos para cada um dos lançamentos. Com isso, pudemos atingir com precisão um blogueiro de brinquedos muito influente, que testou as pilhas jogando Tetris durante o fim de semana e postou na segunda-feira o testemunho de que o produto realmente é bom, pois escrevia o post ouvindo o MP3 player ainda com as pilhas que enviamos. Também encontramos uma comunidade ativa de Orkut chamada “pilhas recarregáveis”, com milhares de usuários que alimentaram durante dias a discussão sobre o lançamento. Outras redes também podem dar resultados relevantes, como Yahoo! Respostas e LinkedIn.

PR Interview: Como o Yahoo! Respostas pode ser trabalhado em uma comunicação digital?

Wallace Baldo: O Yahoo! Respostas é uma rede social relativamente pouco explorada nas divulgações de mídia social, mas que tem um potencial muito interessante especialmente como geradora de tráfego orgânico – não apenas pelos milhões de usuários do serviço, mas também por seu posicionamento privilegiado nas buscas do Google. Já o usamos para divulgar um site que trazia simulados e dicas diversas para quem ia fazer o Enem. Identificávamos, por meio de nossa ferramenta de monitoramento, usuários que tinham dúvidas diversas sobre o exame no Yahoo! Respostas. Resolvíamos a dúvida em questão e publicávamos o link para o site que divulgávamos. Usamos tática semelhante com um portal de educação financeira, que tem hoje o Yahoo! Respostas como uma das principais fontes de tráfego, à frente de todas as outras redes sociais.

PR Interview: Para finalizar, no case das pilhas, quais foram os resultados obtidos?

Wallace Baldo: No case das pilhas, a exposição total dos produtos subiu de 93 para 523 menções (462%), todas neutras ou positivas. A divulgação, apesar do pouco apelo para a imprensa, atingiu 51 blogs e comunidades, com 1,8 milhão de internautas impactados. Sempre contamos os comentários, compartilhamentos e outras métricas de engajamento. Sabemos que é fundamental encontrar um jeito de mostrar o retorno, e algumas vezes é necessário usar a criatividade.

About these ads

Sobre Rodrigo Capella

Jornalista, professor, assessor de imprensa, escritor, palestrante, blogueiro e PR. Comunique-se, PR Interview, ComRemix, Nós, O.I, PQN, Mega Brasil, Crise & Comunicação, Abracom e Aberje.
Esse post foi publicado em Entrevista e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Wallace Baldo, da Ketchum Digital

  1. Evitemos qualquer tipo de preconceito quando estamos elaborando estratégias de comunicação. Camila Andrade, Diretora Executiva da Pórthia Gestão de Reputação. São Paulo e Brasília.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s